"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

quinta-feira, maio 10, 2007

There are things to be said. No doubt.
And in one way or another
they will be said. But to whom tell

the silences? With whom share them
now? For a moment the sky is
empty and then there was a bird.

from "There Are Things to be Said" by Cid Corman



K, elejo este como o poema do dia.E acho que faz sentido para muita gente à minha volta, inclusive para mim.

4 comentários:

k disse...

excelente escolha.

os silêncios são verdadeiros desafios.
neles habitam tanto a loucura como a sererinade,
tanto sufocantes ausências como eternas cumplicidades.
a solo ou non solo.

posso fazer dele tb o meu poema da noite?

Az disse...

dos dias e das noites que desafiam o silêncio. talvez assim (também) faça sentido.

Mary disse...

deixo apenas um
relax take it easy
but say it!
Do it, without any doubt
of guilt...
can be my poem to?

Az disse...

este é o teu poema também, mary. sempre que fizer sentido. era bom que não fizesse...

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: