"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

sábado, agosto 11, 2007

5 minutos #8

Arcade Fire a sair do audio do telemóvel. Tu, petit prince, em contraluz. O Tejo turvo aos nossos pés, com peixes, alforrecas e lixo a boiar. Fim de dia. E outra vez a ponte ao fundo. O Cristo. A outra margem. Seguimos a rota das descobertas. E chegámos antes do sol desaparecer.



©ana

Faça-se lume. Acenda-se o cigarro.
Sonhe-se.

2 comentários:

hiddentrack disse...

e aquelas estruturas! na outra margem.. mesmo ao género de ficção científica:P

ana disse...

essa era a tua deixa ;-)

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: