"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

quarta-feira, dezembro 26, 2007

Odete: It'll end in tears

A determinada altura, lembro-me de ter ficado colada à cadeira da sala de cinema do Teatro do Campo Alegre, durante a exibição do filme Odete, de João Pedro Rodrigues. Não que se passasse no ecrã uma cena mais estupidamente bem conseguida mas porque, por entre as imagens, sobressaía uma voz a cantar Kangaroo, que eu conhecia de um disco dos This Mortal Coil, com interpretação de Gordon Sharp. Aquela versão - viria depois a saber que se tratava do original - tinha qualquer coisa de muito, muito especial. Como era possível? Não voltei a ver o filme. Não voltei a ouvir o original de Alex Chilton dos Big Star. Mais tarde, descobri a versão de Jef Buckley. Este homem era capaz de cantar qualquer coisa ainda que esta qualquer coisa fosse muito, muito boa. Na sua voz soaria sempre bem, senão mesmo melhor.
Há pouco, há uns dias, ou há umas semanas, a propósito de outra canção, igualmente marcante da discografia dos This Mortal Coil, song to the siren, original de Tim Buckley, veio-me esta vontade de rever sons e imagens.


O trailer do filme




A banda sonora do filme


* 1. BANJO MOON (letra de Greg Brown), interpretação de Greg Brown
* 2. MOON RIVER (Johnny Mercer e Henry Mancini), de Il Carlo
* 3. SUMMER (Olivier Bombarda), de Olivier Bombarda
* 4. BOTH SIDES NOW (Joni Mitchell), de Andy Williams
* 5. NEVER MY LOVE (Don and Dick Addisi), de Bert Kaempfert
* 6. HAPPINESS (Bill Anderson), de Ken Dodd
* 7. SONG OF THE BLACK SWAN (Heitor Villa-Lobos), de Pink Martini
* 8. SMELLS LIKE TEEN SPIRIT (Kurt Cobain, Dave Grohl, Krist Novoselic), de Scala
* 9. LADY (Bert Kaempfert, Herbert Rehbein, Charles Singleton e Larry Kusik), de Jack Jones
* 10. M. DUPOND (Stefano Ghittoni e Cesare Malfatti), de The Dining Rooms
* 11. KANGAROO (Alex Chilton), de Big Star
* 12. HAVE MERCY ON ME (Johann Sebastian Bach), de Ekseption
* 13. CHAMPAGNE, COCAINE AND NICOTINE STAINS (Del Rio, Grenas, Lunch), de Lydia Lunch with The Anubian Lights
* 14. BROKEN BELL (Graham Reynolds), de Friends of Dean Martinez
* 15. MOON RIVER (Johnny Mercer e Henry Mancini), de Henry Mancini and his orchestra
* 16. A PERFECT SONNET (Conor Oberst), de Bright Eyes
* 17. SITTING (Anthony Gonzales e Nicolas Fromageau), de M83
* 18. NINE LIVES (Paul Varjak), de Paul Varjak

O vídeo dos This Mortal Coil




A letra de Kangaroo

I first saw you.
You had on blue jeans.
Your eyes couldn't hide anything.
I saw you breathing.
And I saw you staring out in space.
I next saw you, you was at a party.
Though you was a queen, oh so flirty.
I cam against.
Didn't say excuse.
You knew what I was doing.
We looked very fine 'cause we were leaving.
Like Saint Joan, doing a cool, cool, jerk.
Oh I want you, Oh I want you...
Like a kangaroo...

5 comentários:

menina limão disse...

conviver com pessoas old school dá nisto. :D

o trailer conta a história 'toda' e isso irrita-me quando acontece. parece um pretexto para ter o bright eyes a tocar. mas claro, rendi-me à música e fiquei a veê-lo. agora estou curiosissima para ver o filme, ainda mais. e essa cena que descreves em particular.

quero conhecer essas músicas todas. essa bso promete. ;)

this mortail coil está em lista de espera.

ana c. disse...

este trailer acho que não é o que percorreu as salas de cinema. coloquei aqui propositadamente um que fosse mais alargado.
sinceramente, o filme não é nada de extraordinário.eu não achei. mas tem coisas boas como a banda sonora ;-)

Alexandre disse...

o jeff a cantar o aleluia do cohen também é muito bom...

Objecto Permanente disse...

Roubei esse vinil ao meu pai, tinha eu três anos.

ana c. disse...

espero que já tenhas confessado ao teu pai que foste tu e não o vizinho que ia lá brincar a casa :-p

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: