"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

sexta-feira, julho 17, 2009

tu-lips



Como gosto de retratos e palavras nas paredes, o meu irmão trouxe-me um detalhe da parede do quarto de Anne Frank na Casa-Museu de Amesterdão. Flores também. As tulipas não murcharam durante a viagem. Nem ao longo destes dias em que ficaram fora de água. Mas o que eu gostava mesmo era de saber nadar e de ter tido a coragem de me atirar daquela ponte com vista para os moinhos e de ter feito um sorriso tão grande quanto o dos miúdos loiros que, a troco de um euro, mergulharam no rio. Se soubesse nadar teria ido atrás, como tu foste. São essas viagens que marcam. Por que se nos ficam gotas na pele.

4 comentários:

Sereia* disse...

A foto está fantástica*

ana c. disse...

está. a foto não é minha. é um pormenor da reprodução do anexo da Anne Frank publicado algures na net.

pdah disse...

Caríssimos: adianto que o meu novo livro está a venda nos seguintes locais:

Livraria Trama , Lisboa
Livraria Poesia Incompleta , Lisboa
Livraria Pó dos Livros , Lisboa
Livraria Letra Livre , Lisboa

...em breve espero tê-lo em Évora, Porto e Faro.

O lançamento será algures em Setembro, algures em Lisboa. Não foi agora devido às providências cautelares interpostas pelos dois maiores partidos com assento parlamentar, a santa inquisição, várias obediências maçónicas e um talhante de Paderne.

Para saberem mais, é apenas visitarem

http://pdaherois.blogspot.com

maria disse...

adoro

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: