"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

terça-feira, novembro 20, 2007

o que hoje é não tem fotografia. não há lente capaz de captar o que este dia me trouxe. no entanto, quando percorria o caminho de regresso ao porto, o final do dia reflectia-se em formas e luzes tão bonitas no céu que me apeteceu um gesto, um clique, uma imagem. o retrovisor guardou na memória. eu também. os retrovisores têm sorte. estão sempre voltados para o horizonte. e não funcionam a pilhas.

2 comentários:

menina limão disse...

:)

Happy and Bleeding disse...

acontece-me inúmeras vezes os horizontes escaparem-se-me à falta da máq. fotográfica... ainda assim são momentos deliciosos.

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: