"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

terça-feira, novembro 27, 2007

Trinity Revisited

Há 20 anos atrás, em Novembro de 1987, na Holy Trinity Church, em Toronto, Alan Anton, Margo Timmins, Michael Timmins e Peter Timmins, sob o nome de Cowboy Junkies, gravavam um disco, Trinity Session, que faria história como um dos melhores álbuns de todos os tempos. Um arrepio da primeira à última canção, sendo o seu expoente máximo a faixa 3, blue moon revisited. A voz de Margo é neste álbum ainda mais celestial.
20 anos depois,um duplo cd/dvd marca o regresso do grupo à mesma Igreja de Toronto.Trinity Revisited. Mesmo sem ver, nem ouvir, digo: IMPERDÍVEL!



Seria uma excelente prenda de Natal, ou de anos, como preferirem ;-)
Aqui ficam alguns arrepios.



(tenho que dizer isto. a Margo continua muito bonita!)

5 comentários:

hiddentrack disse...

"Seria uma excelente prenda de Natal, ou de anos, como preferirem ;-)"

- Não querias mais nada! :P

ana c. disse...

mais nada. bastava isto ;-)

menina limão disse...

a margo é feia. *assobio*


(mas a música é linda, pronto, vá, não me batas)

ana c. disse...

eu gosto particularmente da falha que ela tem num dos dentes da frente.

menina limão disse...

ah, a falha! quando era pequena, li uma entrevista à Isabella Rosselini que nunca mais me saiu da cabeça! ainda hoje acho incrível o impacto que teve em mim algo que li tão pequena. perguntaram-lhe porque é que com o dinheiro que tinha, não mandava concertar a falha no dente da frente, que está partido. e ela respondeu que acreditava que a perfeição residia na imperfeição. e que seria contraproducente dar cabo da sua imagem de marca - era aquela falha que a definia e não o contrário.

e quem fala de dentes, fala de muitas outras coisas.

ainda para mais, eu na altura tinha os dentes da frente todos tortos e acreditava tanto no mesmo que ela, que não queria endireitá-los. mas a vida é muito irónica e obrigou-me a pô-los direitos, não tive opção. ;)

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: