"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

quarta-feira, março 19, 2008


ricardo yamamoto


o que hoje se sabe, o que amanhã se esquece -
o amor não é coisa que nos dure nos lábios
mas nas mãos

1 comentário:

Vanessa disse...

eu nunca sei o que dizer a estas coisas... é impressionante. gostava de ter essa certeza. de que o amor dura nas mãos ou noutro sítio qualquer...

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: