"Nada torna, nada se repete, porque tudo é real."
*Alberto Caeiro

quinta-feira, outubro 11, 2007

Les Ballets C. de la B., Import Export



Foi ontem no Centro Cultural Vila Flor de Guimarães.
Há muito tempo que não via um espectáculo de dança assim. O que gosto na dança contemporânea é a permanente tensão que o corpo dos bailarinos expressa na interacção com o público, com os outros elementos do grupo, com os elementos do cenário, com o chão do palco. Uma luta corpo a corpo. Sem sangue. Mas com dor.
Bela forma de se deixar arrepiar numa noite de outubro, ainda quente.

ler aqui

3 comentários:

hiddentrack disse...

a isto a que se chama, uma grande fotografia! *

ana disse...

escapou-se-me o tamanho. mas eles merecem todo o protagonismo!

menina limão disse...

sortuda!!!

o espectáculo que marcou a minha paixão pela dança contemporânea, ou seja, o primeiro, foi desta companhia. nunca mais me esqueci do nome. e nunca mais consegui revê-la...

Ontem foi:

About me:

A minha foto
a entropia é a minha religião. alterno a leitura da bíblia com a interpretação de mapas e mãos. bebo, preferencialmente, azul. tenho, ainda, o hábito de escrever cartas_

Sopra-me ao ouvido: